Estou relendo esse livro espetacular de Willian D. Danko e Thomas J. Stanley. Leitura obrigatória para quem quer buscar conhecimento sobre como as pessoas comuns acumulam grandes quantidades de dinheiro nos EUA.
Hoje quero abordar o aspecto tributário do livro. Lá as pessoas podem não realizar renda e assim fugir da tributação do IR. Esse imposto hoje no nosso país está “sobre taxado”, ou seja, está incidindo sobre a base de outros tributos e está muito defasado.
Uma pessoa que ganha 3 salários mínimos já entra na faixa de 7,5% do IR. Só não paga devido à exclusão do INSS.
Uma pessoa que não tenha dependentes (esses exemplos são de pessoas que são empregadas) já paga IR. Isso é ridículo.
Assim, os assalariados estão em grande desvantagem na acumulação de riqueza devido à mordida forte do leão na sua renda. Existe alternativa? Claro. Qual? Frugalidade. Poupança. Com muita disciplina.
Imposto de Renda – Pra começar nosso imposto de renda é sobre o faturamento das pessoas empregadas. Como o IR incide sobre o lucro das empresas e sobre o honorário dos autônomos.
Sugestão: O Imposto de Renda descontar algumas modalidades de investimento, aumentar as deduções de INSS, empregada doméstica, educação, saúde, dentre outros.
Por aqui não temos a figura da renda realizada ou renda tributada. Continua…