Prezados. Minha novela com o banco chegou ao fim. Até aqui com final feliz igual a novela das oito.

A gerente não conseguiu que meu dinheirinho fosse devolvido, isso era esperar muito.

O que fizeram foi me isentar por 5 meses da tarifa bancária (hoje pago R$ 19,50 por mês). No final das contas fiquei feliz pelo resultado. Fazendo as contas me beneficiei. Não foi nenhuma esperteza. A decisão de fazer isso foi do banco.

Fiquei com a impressão de que se eu não fosse lá esse benefício não seria concedido. Isso me cheira a esperteza.

Os chamados ‘gerentes de relacionamento’ não fazem muito para regar diariamente o esse nosso relacionamento baseado em dinheiro. Esse é o que chamo de casamento por interesse.

Se eu não tivesse percebido a subtração do meu dinheiro (o que faço monitorando a conta diariamente) teria ficado por isso mesmo.

Isso me lembra os bilhões de reais de brasileiros largados abandonados nas contas, no PIS, em poupanças que não recebem mais depósitos. Se você perceber que os bancos tem milhões de clientes, cada centavo deixado lá por desavisados salva o bônus dos executivos.

Longe de mim satanizar os bancos, acho o melhor negócio do mundo, mas eles às vezes (às vezes?) não muito corretos com os seus humildes clientes.

Como prometido, o banco onde isso aconteceu foi o BANESTES – Banco do Estado do Espírito Santo. Esse banco esteve a ponto de ser incorporado pelo BB ano passado e não aconteceu o negócio.

Parabenizo os gerentes da agência onde tenho conta pelo bom senso na solução desse pequeno imbróglio.

Encontre Educação Financeira por aí na internet:

Wikisite no Limão: http://com.limao.com.br/wikisite/educacaofinanceira/index.cfm
Miniblog no Limão: http://miniblog.limao.com.br/educacaofinanceira
No Twitter:  www.twitter.com/minhagrana
Fale comigo:  cleber.miranda@oi.com.br
Anúncios