Ontem fui a uma palestra de uma série no curso preparatório Luiz Flávio Gomes www.lfg.com.br. Meu objetivo era ver como funciona o curso preparatório para concurso público. Muito bem, concurso público nunca fez a minha cabeça e ainda não faz. Entretanto vou prestar todos os possíveis e imagináveis esse ano. Denomino 2008 como o Ano dos Grandes Projetos, tenho grandes objetivos para esse ano. Dentre os objetivos que tracei para esse ano estão:

  • Concluir o curso de inglês;
  • Me candidatar e conseguir o TOEFL;
  • Me candidatar e conseguir ótima nota no GMAT;

Vendo as palestras sobre memória, técnica de estudo e sobre a dedicação das pessoas para fazer as provas me vieram algumas questões: Será que eu estudo mesmo? Vendo os caras falarem de ‘horas líquidas de estudo’, sobre a organização dos conteúdos, esquemas, resumos, ‘estudar toda a matéria’, fazer 1.000 exercícios, marcar com marca-texto e coisas do gênero vi que precisava me organizar infinitamente mais.

Sempre estudei muito, mas sem método, sem foco, sem organização. Leio milhares de coisas ao mesmo tempo. Isso pode ser bom, mas os resultados nem sempre são o que a gente espera.

Uma das informações mais relevantes que aprendi ontem foi que mesmo que eu domine um assunto ou matéria, não posso ficar muito tempo sem rever aquilo. Minha memória e sua também, guarda essas informações na memória de curto prazo, para colocar as coisas na memória de longo prazo (para pessoas normais) é preciso revisitar o assunto, torná-lo ‘fresco’ ao cérebro.

Técnicas de leitura e mais um monte de pirotecnias que o povo faz para atingir os seus objetivos.

Mas por que tudo isso? Eu vi que para pegar o TOEFL e o GMAT ou ser aprovado no que eu quizer vou ter que estudar de uma forma que eu ainda não tinha aprendido. Então vou usar um método que me motiva (Competição e $$$) para aprender a estudar direito. Tenho muitos defeitos mas sou determinado, se digo que vou fazer eu faço.

Então está registrado para todo mundo ver. 2008 será o ano que vou estudar mais do que nunca, melhor do que nunca, vou aprender mais do que nunca e vou passar em mais coisas em um ano que nos últimos 27. Eu vou fazer um curso lá, para a carreira fiscal, sim esses caras de Receita Federal e Previdência ganham um bom dinheiro.

Quantas horas você estuda por dia? Quando lê um livro você pode dizer que o estudou? Pode dizer que conhece um assunto a partir da leitura de um livro? Acha que é possível aprender sem praticar (Learning by Doing)? Se for a uma palestra de 02 horas e for fazer um resumo dela 02 semanas depois, acha vai se lembrar mais que uns 15% do que ouviu?

Eu li muito até aqui, leio tudo o que passa na minha frente, mas a indiciplina tem sido minha marca ao estudar. It´s over. Isso acabou, a partir de agora a caneta marca texto será minha fiel escudeira, os exercícios meus companheiros e as horas de solidão com livros, apostilas e testes on line serão minha rotina por algum tempo. Difícil? Difícil é fazer o mundo parar de usar petróleo, ensinar ao Bush o valor da vida, ou o governo Lula a trabalhar, estudar desse jeito é fácil. Eu mando na minha cabeça e ela vai me obedecer.

Estudar como nunca, crescer como nunca.

É PRA JÁ!

Anúncios