O que é ser pobre? A grande maioria dos brasileiros, ainda, é pobre. Isso tem mudado bastante para uma situação mais confortável com aumento do número de pessoas na classe C.

Mas afinal  o que é ser pobre? Os institutos de pesquisa como o IBGE usam o Paridade Poder de Compra (PPC). Se você tiver uma máquina de lavar na sua casa, um computador, um secador de cabelo, você pode ser considerado de classe média ou até mesmo rico por critérios estatísticos.

Tenho dito algumas vezes que a pobreza tem dois aspectos: 1) ESTATÍSTICA:, se você romper com determinado patamar de rendimento como família você deixa de ser pobre; 2) COMPORTAMENTAL-PSICOLÓGICA: Nesse ponto o buraco é mais embaixo. Grandes escritores e empreendedores já identificaram características dos pobres e compararam com características, comportamentais dos ricos.
Particularmente penso que pobreza é mais comportamental e psicológica que estatística e se revela na falta de ambição, falta de assunção de responsabilidade por mudar a situação. Não será uma estatística oficial ou o cálculo do número de eletrodomésticos que irá definir minha situação de vida.
É necessário considerar os casos extremos de incapacidade para o trabalho, mas na maioria das vezes alguém que reclama bastante da vida tende a ser pobre.

Aqui temos a questão da postura diante da vida, dos desafios e das oportunidades.

Nós, brasileiros, temos um comportamento pobre a respeito de responsabilidade. Nós ficamos esperando alguém fazer alguma coisa a respeito. Ora bolas, mas é a minha vida, eu não vou esperar por ninguém. Você vai esperar o Congresso Nacional? O Lula? Ou quem? Da sua vida cuida você, da minha cuido eu. Ficar esperando vem junto com outra característica tupiniquim bastante danosa, humilda exagerada. Li um texto em inglês que dizia que pobre é bom ouvinte e obediente. Pobre anda de cabeça baixa, quase pedindo desculpas à vida por ter nascido.

Pobre diz que a conta que chegou na sua casa para ele pagar é injusta. Meus caros, salvo raríssimas exceções, quando uma conta chega na sua casa é porque você comprou algo, usou um serviço, ou pior ainda, pegou dinheiro emprestado. There’s no free lunch! Não existe almoço grátis.

Vou falar mais disso.

Nada é de graça nessa vida. Melhorar de vida exige disciplina e dedicação. Exige plantar antes para colher depois. Sempre existe recompensa para quem ‘planta’.

Nós precisamos criar uma geração de empreendedores confiantes, com ou sem dinheiro, mas que resolva mudar o curso da nossa triste história.

Cuide do que é seu, porque é seu.
É PRA JÁ”